top of page

Acidentes de motocicleta e bicicleta podem causar traumas no punho



Os traumas mais graves são causados por acidentes de moto, onde há um impacto mais forte com o chão devido a velocidade do motorista. Acidentes que envolvem motociclistas e ciclistas são os campões de busca por atendimento com ortopedista e traumatologista, que resultam em fratura e luxação de punho.


A fratura do rádio distal, popularmente conhecida como fratura do punho, ocorre por conta de uma lesão nos dois ossos que compõem o antebraço: rádio e ulna. O primeiro é localizado ao lado do polegar e forma uma série de ligações com o segundo e ossos menores do punho.


Caí com a mão estendida, quebrei o punho?

Possivelmente, se após uma fratura com descarga de força excessiva sobre o punho com o braço estendido, o paciente estiver sentindo dor forte e repentina no punho ou antebraço, e a região estiver inchada, ele deve procurar um médico ortopedista e traumatologista, pois os sintomas podem indicar que ele tenha quebrado o punho. Em casos extremos, essa fratura pode ser bilateral, ou seja, ocorrer tanto para a esquerda como para a direita do rádio.


Como é feito o diagnóstico pelo médico especialista?

Recomenda-se a busca por um médico especialista em Cirurgia da Mão para o correto diagnóstico e tratamento. Na consulta, o paciente expõe as queixas, e o médico se atentará para as perguntas adequadas, verificando as dores repentinas no punho ou antebraço, desconforto na área da lesão durante o período da noite, dor e inchaço. Em determinados casos quando o osso quebra e também se desloca, é possível notar uma deformidade na região.

Após o pré-diagnóstico, o médico pode pedir uma série de exames, como uma radiografia da região afetada, uma ultrassonografia e uma tomografia axial computadorizada, que é utilizada para avaliar o alinhamento dos fragmentos ou a condição da articulação. Em determinados casos, quando há lesão de ligamento ou de outros ossos do punho, uma ressonância magnética pode ser solicitada.


Quais são os tipos de fraturas distais do rádio?

  • Fratura intra-articular: fraturas que se estendem à articulação do punho.

  • Fratura extra-articular: fraturas que não se estendem à articulação são chamadas de fraturas extra-articulares.

  • Fratura aberta: quando um osso fraturado rompe a pele, a fratura é chamada de fratura exposta. Esses tipos de fraturas precisam de atenção médica imediata por causa do risco de infecção.

  • Fratura cominutiva: quando um osso é quebrado em mais de dois pedaços, a fratura é chamada de fratura cominutiva.


As fraturas intra-articulares, as fraturas expostas, as fraturas cominutivas e as fraturas desviadas (quando os pedaços do osso quebrado se desalinham), por exemplo, são mais difíceis de tratar.

Às vezes, o outro osso do antebraço (a ulna) também é quebrado. Essa fratura é chamada de fratura distal da ulna.


Os acidentes são os motivos mais comuns

A causa mais comum da fratura distal do rádio é a queda sobre o braço estendido. Também podemos citar a osteoporose (doença que faz com que os ossos fiquem muito frágeis e mais fáceis de quebrar).


O punho pode ser quebrado mesmo quando os ossos são saudáveis, se a força do trauma for grande o suficiente. Por exemplo, um acidente de carro ou a queda de uma bicicleta podem gerar força suficiente para quebrar o punho.


Prevenção

Protetores de punho podem ajudar a prevenir algumas fraturas, mas não conseguem impedir todas.


Ficou com dúvidas? O Dr. Eduardo já atendeu diversos casos de fratura e luxação do punho. Agende uma consulta pelo (85) 98182.1607 (WhatsApp)

Comentários


bottom of page